19:58

Um limão, uma limonada

Postado por Ana C. |


Ele: Não posso mais ficar com você.
Ela: !?
Ele: Percebi que você não gosta de mim.
Ela: !?
Ele: Você nunca sente ciúmes!
Ela: !?!?
Ele: ...
Ela: Por essa, realmente, eu não esperava...
Ele: Pelo menos eu acreditaria que você se importa comigo!
Ela: Mas eu me importo!
Ele: Pois não parece.
Ela: Tá, tá. Vamos tentar outra vez então? Prometo ter ciúmes, vem cá, dá um abraço.
Seis meses depois...
Ela: Quem era aquela moça com quem você estava falando?
Ele: Colega minha.
Ela: E ela precisa pegar tanto em você enquanto fala!? Qual o nome dela?
Ele: Bia.
Ela: Bia? A mesma Bia que lhe manda mensagens o dia inteiro? Qual é a dela? Não sabe que você é comprometido? Pois da próxima vez que ela ligar quero ver você dizer que está comigo e pra ela parar de encher o saco, entendido? Senão eu mesma vou lá e digo.
Ele: ...
Seis meses depois...
Ele: Solteiro... finalmente! Cara... aquela mulher era louca!
Amigos: ?
Ele: Ela tinha um ciúme doentio!
Em outro lugar...
Ela: Descobri o segredo do amor!
Amigas: ?
Ela: É, além de companheirismo e respeito, uma única coisa: escutar com atenção e paciência o que os homens pedem e... fazer exatamente o oposto.

3 comentários:

Renan V. J. de Oliveira disse...

eu costumo cortar quem me contraria em td. :P

Mauricio Toczek disse...

hahaha.. se trocar o ele e o ela de lugar o texto não perde o sentido.

mulher rebelde disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.