16:17

Lições de abismo

Postado por Ana C. |


Que só temos uma vida, mas todas as outras que poderiam ter sido se abrem em torno de nós como um leque e às vezes, por engano, acabamos penetrando nessas outras existências. Esse único momento de percepção, que nos atravessa como um raio, pode deixar aquela cicatriz antiga novamente latejando como louca.
E se não fui eu quem provocou essa situação, energia impossível de se conter, você tenta colocar ordem e ela explode na sua cara, também não está em mim estancar lajeados e rios. Mas sou por demais egoísta para torná-lo tão forte assim. Mesmo quando lhe dou a mão e vou com você até a beira do abismo, disposta a pular se você quiser, mesmo então escondo a certeza dessa história porque se você souber, se você perceber que basta um quase nada para me perder ou para me salvar, viverei em xeque.
Sim, são longos dias estes.
Tentei mais uma vez me consolar: que ele partisse se tinha que ir, mas pedi de todo o coração que pudesse voltar.
Afinal... são bonitos os reencontros.
E há de chegar o dia quando ele voltará, o rosto queimado de sol, brilho nos olhos e sorriso iluminado, assim, enfim liberto, enfim corajoso, enfim meu.

Esteio do paradoxo: liberdade é escravidão.

0 comentários: