08:24

Invasor

Postado por Ana C. |

Há muito escutava estranhos ruídos vindos de seu peito, maquinaria faltando óleo. Também sentia estranhas pontadas, aguda dor de não se sabe o quê.

Cansado da dolorosa rotina resolveu averiguar, abrindo a caixa do peito. Qual não foi seu espanto quando deu com pares de olhinhos o fitando brilhantes. Cauteloso e curioso, esticou lentamente a mão. Furão? Porquinho-da-índia?

Pontada dilacerante.

Compreendeu.

Porco-espinho.

4 comentários:

Drika disse...

ai que bunitus
:>

Camila Rufine disse...

=)

Lindo, lindo.

Anônimo disse...

O espinho pode espetar por dois motivos: ou pq se está deslocado nesse lugar, ou pq se defende de sei lá o que.

Pedro Vieira disse...

"Meu coração vagabundo quer guardar o mundo em mim."

Lindo! :)